Muitas vezes ouvimos falar da poluição do ar. Imagens de fumaça saindo dos motores do carro e chaminés de indústria subindo para o céu estão embutidas em nossas mentes. No meio das conversas sobre a poluição, uma das categorias mais comumente negligenciadas de nossas atividades diárias é a poluição do solo. Uma das razões pela qual a contaminação do solo não é discutida tanto quanto a poluição do ar, é que para muitos esta não é tão facilmente observável. Vemos a fumaça saindo dos canos de escapamento, mas dificilmente conseguimos presenciar as toxinas entrando no solo. Como resultado, não causa a mesma impressão, embora seja igualmente prejudicial.

A poluição ou contaminação do solo é causada por produtos químicos líquidos, sólidos ou gasosos de origem antrópica que penetram a terra e causam deterioração. Seja em países industrializados onde a poluição do solo tem regulamentações, ou em países em desenvolvimento sem tais capacidades, a questão da poluição do solo é um grande problema. Conhecer as causas e possíveis soluções pode ajudar a atenuar alguns dos riscos.

 

Causas da contaminação do solo

  • Agricultura: O uso de produtos químicos como parte da agricultura está em níveis recordes. Seja para aumentar a produção de culturas ou restringir o crescimento de fungos nocivos, produtos químicos como herbicidas e pesticidas são parte integrante do nosso processo agrícola. Esses produtos químicos, tão bem intencionados como são, não são produzidos naturalmente e não podem ser decompostos na natureza. Como resultado, eles acabam se infiltrando no solo, tirando a fertilidade do solo e prejudicando os ecossistemas. Em outros casos, as plantas absorvem esses produtos químicos e acabam morrendo.

 

  • Indústria: O maior culpado pela poluição do solo é a atividade industrial. Mesmo que as leis sejam aprovadas e as precauções sejam tomadas, a mineração e a fabricação de produtos continuam a ser uma das principais causas da poluição do solo. Os resíduos industriais, seja como parte do trabalho, descarte inadequado ou devido a acidentes, possuem altas concentrações de metais pesados e compostos químicos que tomam centenas e milhares de anos para serem decompostos no ambiente e causam grande contaminação do solo.

 

  • Resíduos Humanos: Nós também danificamos o solo como parte de nossas vidas diárias. Pode ser por descarte inadequado de lixo tóxico que acaba em aterros sanitários ou corpos de água, ou lixo domiciliar que passa pelo nosso sistema de esgoto e acaba em nosso solo. De qualquer forma, os seres humanos desempenham um papel importante em causar contaminação do solo.

 

  • Desmatamento: O desmatamento tem um efeito indireto na poluição do solo. À medida que as árvores são cortadas, o solo exposto é facilmente transportado durante o processo de erosão. Com a remoção das partículas de solo, são carreados os compostos armazenados no solo as quais estavam em processo de decomposição.

 

Há uma infinidade de compostos químicos associados à poluição do solo. Os químicos mais comuns envolvidos na contaminação do solo são:

  • Metais pesados (chumbo, mercúrio, arsênio, cádmio, cromo e manganês);
  • Hidrocarbonetos de petróleo;
  • Pesticidas.

 

Efeitos da contaminação do solo

Os efeitos da poluição do solo são numerosos. Com o solo danificado, o impacto mais drástico é que a vida na Terra pode se tornar insustentável. As plantas não crescerão e as vidas de animais e humanos que dependem delas desaparecerão. Além de uma eventual morte, a poluição do solo tem várias outras consequências. Algumas delas incluem:

  • Desenvolvimento de doenças humanas a partir do contato com solo ou água contaminados: Problemas de pele, problemas respiratórios, defeitos congênitos e câncer podem ser causados por alguns dos poluentes mais graves.
  • A presença de contaminantes levaria a uma ruptura nos ecossistemas ao qual causaria danos a certas espécies de animais e plantas.
  • Diminuição da fertilidade do solo e produtividade de cultivos levando ao aumento da escassez de alimentos e fome.

 

O que fazer sobre a poluição do solo?

Embora leis e regulamentações tenham sido implementadas, existem outras medidas que podemos tomar para reduzir a poluição do solo:

  • Redução, Reuso e Reciclagem dos materiais: O velho ditado permanece verdadeiro – reciclar, reduzir, reutilizar. Desenvolver o hábito de usar produtos de papel, plástico, alumínio e vidro. Reduzir o uso de produtos que não são recicláveis. Reutilize itens como contêineres em vez de jogá-los no lixo.

 

  • Aplicação de técnicas de remediação do solo menos agressivas: A biorremediação é uma técnica que exige a adição de micro-organismos no solo para decompor os contaminantes. Esta é uma maneira segura e ecológica de limpar o solo poluído.

 

  • Biodegradáveis: Tente usar produtos biodegradáveis ​​o máximo possível. Mesmo se eles forem jogados fora, eles vão quebrar naturalmente e resultar na entrada de qualquer produto químico no solo.

 

  • Uso de materiais livres ou com baixa concentração de metais pesados ​​e compostos químicos. Em uma indústria, o uso de compostos químicos é fundamental. Entretanto, durante o processo de aquisição desses compostos, ao invés de apenas basilar os produtos perante a variável “custo”, deve-se analisar a presença e concentração de compostos químicos tóxicos ao meio ambiente.

 

  • Manutenção e verificação dos tanques e reservatórios: Indústrias fazem usos de reservatórios para armazenamento de graxas, óleos, solventes e compostos químicos aos quais possuem ou podem desenvolver vazamentos e assim contaminar o solo. Assim, o monitoramento e manutenção dessas estruturas é fundamental.

 

  • Tratamento de resíduos sólidos: Métodos apropriados devem ser adotados para o gerenciamento da disposição de resíduos sólidos. Resíduos industriais podem ser tratados fisicamente, quimicamente e biologicamente até que sejam menos perigosos. Resíduos ácidos e alcalinos devem ser primeiro neutralizados. O material biodegradável deve ser degradado sob condições controladas antes de ser eliminado. Como último recurso, novas áreas de armazenamento de resíduos perigosos devem ser investigadas, como a injeção em poços profundos e aterros mais seguros.

A poluição do solo tem um grande impacto em todo o planeta e desempenhará um papel importante no bem-estar das futuras gerações. O melhor que podemos fazer agora é implementar medidas para diminuir a poluição e limpar áreas poluídas sempre que possível. Não fazer nada só permitirá que a poluição progrida a um ponto em que nosso solo se torne a causa de grandes epidemias de saúde.

Além disso, espera-se que a população humana cresça em dois bilhões nos próximos 40 anos. Sendo assim, é de suma importância que o solo permaneça intacto para alimentar a população. Se as medidas para conter a poluição do solo não forem introduzidas, é possível que a terra não seja capaz de sustentar toda a população, e muitas delas serão forçadas a recorrer a fontes de alimentos sintéticos, que podem causar várias doenças.

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este conteúdo nas redes sociais para que ele também possa ajudar os seus amigos!