O engenheiro mecânico é o profissional responsável por desenvolver e instalar projetos, manter seu funcionamento, otimizar e operar sistemas mecânicos. Ele concebe o projeto desde a escolha dos materiais até a análise de resultados, fabricação e controle, além de oferecer também a manutenção dos equipamentos.

Com essa breve explicação, já é possível entender por que o mercado de trabalho de engenharia mecânica é bem amplo e cheio de oportunidades. Afinal, esse profissional é considerado um dos mais versáteis da área, por ter a habilidade de estar em diferentes setores devido aos seus conhecimentos técnicos.

Muitas pessoas associam seu trabalho apenas ao de indústrias automobilísticas, mas, na verdade, ele pode trabalhar em praticamente qualquer setor industrial, de serviços e também como empreendedor.

Quer saber mais sobre o mercado de trabalho de um engenheiro mecânico? Continue a leitura!

Como é o mercado de trabalho de engenharia mecânica?

O mercado de trabalho de engenharia mecânica engloba setores de alimentação, siderurgia, infraestrutura, aeronáutica, metalurgia, eletrônica e elétrica, petroquímica, naval e outros.

Em algumas regiões do Brasil, a demanda por profissionais qualificados é tão alta que os salários são bem maiores que no resto do país. A  procura por cursos é alta e, de acordo com o Guia de Profissões, são mais de quatro mil formandos em engenharia mecânica por ano.

Para se destacar nesse mercado tão concorrido, o profissional deve estar capacitado. Não adianta ter apenas a graduação, é preciso cursos extracurriculares, saber uma língua estrangeira e ter habilidades além daquelas listadas no currículo.

Como se destacar nesse mercado?

Veja algumas dicas importantes que vão ajudá-lo a dar o pontapé inicial na sua carreira!

Faça networking

O networking indica a capacidade de se relacionar e estabelecer uma rede de conexões com outras pessoas.

Ao longo da sua carreira como engenheiro mecânico, você terá contato com outros profissionais, fornecedores e clientes que vão conhecê-lo pelo seu profissionalismo. Por isso, é importante que construa esses relacionamentos com respeito, confiança e transparência.

No início da carreira, pode ser difícil conhecer pessoas novas. Uma dica é frequentar palestras sobre o assunto, reuniões e eventos para começar a entrar em contato com outros profissionais.

Esteja sempre disposto a conversar e demonstre interesse genuíno nas pessoas — uma dica é ter um cartão de visitas para distribuir aos novos contatos.

Especialize-se

É simples entender porque somente a graduação não é suficiente para se destacar no mercado de trabalho de engenharia mecânica, com tantos profissionais oferecendo a mesma bagagem de conhecimento.

Vários cursos podem ser escolhidos, de acordo com a área que você pretende seguir. As especializações e MBAs são mais voltadas para profissionais que querem estar no mercado de trabalho, enquanto mestrados e doutorados estão voltados para os engenheiros que querem continuar na área acadêmica.

Como esses cursos costumam ser de alta duração, outra opção para profissionais em início de carreira são os cursos online, que costumam ser sintetizados, com conteúdos enxutos, horários flexíveis e — muitos deles — voltados para o mercado de trabalho. Dessa maneira, o aluno se capacita com conteúdos práticos e de forma mais rápida que uma opção tradicional poderia oferecer.

Se o profissional sentir que existe alguma deficiência em seu currículo, esses cursos se tornam excelente opção para gerar mais confiança ao engenheiro mecânico que está ingressando no mercado de trabalho.

Porém, cursar somente especializações teóricas não complementam o currículo: é importante ter em mente que o trabalho também forma especialidades. Por isso, é importante trabalhar as competências que agreguem valor para tornar-se o profissional que almeja ser.

Acompanhe as novas tecnologias

O mercado de trabalho está em constante evolução. Novos equipamentos e tecnologias surgem com rapidez para aumentar a produtividade e facilitar as atividades. Para realizar projetos com mais eficiência, fique atento aos softwares de simulação, computação gráfica e outras tecnologias de prototipagem rápida que são utilizados para projetos de engenharia mecânica.

Os softwares facilitam o desenvolvimento de novos projetos, fazendo com que o conhecimento do engenheiro mecânico seja potencializado e transmitido de forma mais rápida. Além das opções de desenvolvimento, também existem as ferramentas disponíveis para a fase de produção e manutenção que não devem ser deixadas de lado.

Alguns desses softwares são:

  • CATIA: utilizado para desenhos tridimensionais em plataforma CAD;
  • SolidWorks: também faz desenhos 3D, porém é mais voltado para o desenvolvimento de produtos;
  • AutoCAD: a plataforma mais conhecida, oferece a opção de fazer desenhos 2D e 3D.

Domine outros idiomas

Essa é uma dica óbvia, mas que ainda é negligenciada por muitos profissionais: hoje em dia, é fundamental saber outro idioma além do português!

Inicialmente, pensamos no inglês — o mais exigido em vagas de emprego. Ele ajuda nos estudos, pois muitos conteúdos online estão escritos nessa língua. Dessa forma, você consegue fazer pesquisas melhores e pode tentar oportunidades de emprego até mesmo no exterior.

Muitas indústrias instaladas no Brasil, como montadoras automobilísticas, são estrangeiras — e seus documentos podem ser em francês, espanhol ou outros idiomas. Se você tem o sonho de conseguir um emprego em empresas desse porte, procure saber como é o funcionamento delas e prepare-se: ter no currículo a fluência em outros idiomas, além do inglês, é um modo de se destacar e obter oportunidades melhores.

Desenvolva habilidades

Hoje em dia, não são somente as qualificações do currículo que contam. As empresas estão preocupadas em contratar profissionais engajados e com características pessoais.

Para se destacar, procure aprimorar as suas soft skills — habilidades voltadas para o melhoramento pessoal, buscadas pelas empresas nos processos seletivos.

  • Seja proativo: profissionais proativos antecipam-se aos problemas e buscam soluções sem esperar ordens de alguém. As empresas buscam profissionais que consigam desenvolver atividades de forma mais independente;
  • Tenha uma boa comunicação: para a boa comunicação entre os colegas de uma equipe fluir, é preciso que a mensagem seja clara — além das habilidades de saber ouvir e escrever bem;
  • Esteja disposto a aprender: o mercado está em constante evolução. Esteja disposto a aprender coisas novas e a acompanhar as tendências para estar sempre atualizado;
  • Seja criativo: as empresas estão buscando profissionais que têm capacidade de sugerir soluções e ideias criativas, sendo capazes de buscar caminhos novos e ajudar no crescimento;
  • Tenha visão de negócio: somente produzir não basta — é preciso ter uma visão panorâmica sobre o que acontece no mercado, quais são as tendências e o que está ficando obsoleto.

O mercado de trabalho de engenharia mecânica é amplo e oferece várias opções, de acordo com a carreira que cada profissional pretende seguir. Aproveite para estudar as dicas explicadas neste artigo e coloque em prática aquelas que mais se encaixam com o seu perfil.

Gostou das nossas dicas? Então, compartilhe este conteúdo nas redes sociais para que ele possa ajudar os seus amigos!