DICAS PARA ALCANÇAR O PRIMEIRO EMPREGO COMO ENGENHEIRO

 

Se você está lendo este artigo, é provável que já tenha tomado uma das melhores decisões da sua vida profissional: está seguindo uma carreira em engenharia. Mas se você se formou recentemente e ainda não está atuando na área, não se preocupe. Ajudaremos você a conseguir o primeiro emprego como engenheiro!

Você pode estar armado com noções gerais sobre o mercado de trabalho de engenharia: engenheiros estão em demanda, os salários são relativamente altos, o desemprego é baixo e muito mais. O que você pode não ter é o contexto de como alcançar o seu primeiro emprego.

Aqui está o nosso guia introdutório sobre como encontrar e garantir o emprego dos seus sonhos em engenharia.

 

1 – Comece cedo

Se você deseja concluir sua graduação e ingressar diretamente em um emprego, precisará ter usado seu tempo na universidade com eficiência para criar seu currículo. É claro que isso significa obter um bom resultado acadêmico, mas que também realizaram experiência de trabalho e participam de atividades extracurriculares. Você não achou que seria fácil, não é?

Durante seu primeiro ano na universidade, você deve tentar descobrir como o seu currículo deve parecer quando começar a se candidatar a um emprego e sair e obter as experiências necessárias para preenchê-lo.

 

2 – Obtenha alguma experiência

A coisa mais importante que aumentará suas chances de conseguir um emprego em engenharia é a experiência profissional. Muitos cursos universitários incluem tempo para estágios de um ano e, geralmente, podem levar diretamente a empregos permanentes. Eles podem até ajudá-lo a se sair melhor quando voltar à universidade no ano seguinte.

Porém, considerando que mais de 40% dos empregadores de engenharia acreditam que os graduados não têm experiência prática, de acordo com a Instituição de Engenharia e Tecnologia, a qualquer momento que você puder trabalhar com uma empresa real o ajudará a se destacar.

Obviamente, o antigo problema é que os empregadores geralmente desejam que você tenha experiência antes mesmo de aceitar uma vaga. Comece perguntando às empresas se você pode entrar por apenas um dia para ver como as coisas funcionam. Em seguida, tente realizar algumas semanas de experiência profissional ou um estágio de verão. Isso o colocará em boa posição se você quiser se candidatar a estágios de um ano, que podem ser quase tão competitivos quanto os empregos permanentes.

E não esqueça que as habilidades práticas não vêm apenas da experiência profissional. Eles podem vir de clubes sociais, equipes esportivas, empregos de meio período ou qualquer coisa em que você tenha demonstrado que pode fazer mais do que apenas cálculos.

 

3 – Mire alto, mas mantenha seus horizontes a vista

Meu conselho é ter um objetivo alto – não tenha medo de se candidatar às empresas em que realmente deseja trabalhar. O Brasil abriga algumas das maiores e melhores empresas de engenharia da América Latina, bem como postos avançados de muitos gigantes internacionais.

Não permita que a sua graduação o impeça de ir para uma determinada empresa ou trabalho especializado em uma disciplina diferente – os princípios básicos da engenharia são amplamente aplicáveis.

É importante lembrar que algumas das mais interessantes e inovadoras tecnologias de engenharia do mundo estão acontecendo nas legiões de pequenas e médias empresas de tecnologia, das quais você provavelmente nunca ouviu falar.

As pequenas empresas tendem a exigir mais habilidades e experiência de nicho e, portanto, lutam para encontrar os graduados certos. Combinar-se com o empregador certo pode criar oportunidades fantásticas. As empresas menores podem oferecer uma carreira acelerada, para que você obtenha mais responsabilidades mais rapidamente.

 

4 – Aproveite ao máximo sua universidade

Sua universidade não é apenas um lugar caro para passar cinco anos trancado longe da luz solar em um laboratório de engenharia. Também é provável que seja um centro de pesquisa frequentemente solicitado pelas empresas de engenharia para colaborar em novas tecnologias interessantes.

Dessa forma, seus professores podem fornecer informações detalhadas sobre diferentes empresas e relatar suas próprias experiências trabalhando para elas. Na verdade, não é incomum que empresas de engenharia, especialmente startups interessantes, entrem em contato com universidades com as quais trabalharam no passado para procurar novos recrutas para empregos.

Visite o centro de centro de carreira de sua universidade. Parece óbvio, mas muitas pessoas não olham para lá. Além de listagens de empregos e outras informações, os departamentos de carreira geralmente oferecem sessões de aconselhamento pessoal e treinamento em habilidades como técnica de entrevista.

 

5- Adapte suas aplicações

Todo empregador tem histórias sobre candidatos que enviam solicitações com o nome errado da empresa (uma maneira infalível de colocar seu currículo na lixeira). Mas acertar seu formulário não é apenas uma revisão cuidadosa – embora isso seja essencial. Você precisa demonstrar não apenas que é um bom engenheiro, mas também que é a melhor pessoa para esse trabalho específico.

As pessoas geralmente acham que o envio de muitos aplicativos aumenta suas chances. Trata-se de qualidade, não de quantidade. As aplicações precisam ser direcionadas, pesquisadas e com habilidades correspondentes ao papel. Os profissionais analisam isso para saberem quando alguém não se importou.

Além de pensar em suas habilidades e experiência individuais, isso significa descobrir mais sobre a empresa e demonstrar um entendimento de sua tecnologia, seus desafios e o setor mais amplo em que operam. Os candidatos precisam entender o papel que desejam. Isso significa mais do que apenas verificar o site. Por exemplo, use o LinkedIn para encontrar um perfil do entrevistador.

 

6 – Melhores áreas de atuação para engenheiros mecânicos, civis e eletricistas

Os engenheiros mecânicos podem trabalhar como projetistas, pesquisadores e gestores de tecnologia para pequenas empresas iniciantes até grandes corporações multinacionais. Veja as áreas mais rentáveis: Petroquímica, Metalúrgica, Automobilística e Setor Público.

A engenharia elétrica lida com a geração, transmissão, o transporte e a distribuição de energia elétrica. O engenheiro eletricista planeja, supervisiona e executa projetos nas áreas de eletrotécnica, relacionadas à potência da energia. Veja as áreas mais rentáveis: Automação, Eletrotécnica, Hardware e programação, Instrumentação, Microeletrônica e Telecomunicações.

Um engenheiro civil pode oferecer qualquer serviço no setor de construção. Por exemplo, projeto de estruturas, planejamento urbano, hidráulica, geotécnica, gerenciamento de construção, etc. Os engenheiros civis ainda podem enviar projetos “arquitetônicos” para licenças de construção, mas apenas para pequenos edifícios.

 

6 – Não desista

Muitas pessoas têm muitas rejeições, mas é importante permanecer positivo e seguir em frente.

Toda vez que você não conseguir um emprego, reserve um tempo para pensar sobre o porquê. Houve uma lacuna no seu currículo? Você cometeu erros na entrevista? Você estava realmente certo para o papel em primeiro lugar?

Se você passou do estágio inicial de aplicação, solicite feedback e será mais provável que tenha sucesso na próxima vez. Cada oportunidade em que você é rejeitado é um passo em direção ao que você obterá.

 

7 – FAÇA CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO

Você já sabe que muitas disciplinas na faculdade é ministrada de forma muito teórica e sem aplicações práticas, por isso, esteja certo que você precise de bons cursos de especialização.

Então não fiquei parado, escolha a área que você quer segmentar a sua carreira e procure cursos. E nessa área, podemos ajudar você!

Temos atualmente mais de 30 mil alunos matriculados em todo Brasil e no exterior. Nossos cursos são de especialização livre com certificado válido em todo Brasil e reconhecido pela ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância).

Nós não somos puramente uma instituição de ensino, e sim, uma Empresa de Engenharia atuante no mercado desde 2009. Por isso, nossos treinamentos especializados para engenheiros, estudantes e técnicos são desenvolvidos para preparar os alunos para a prática efetiva no mercado, compartilhando todo o know how dos nossos engenheiros especialistas. Entregamos para os nossos alunos justamente o conhecimento técnico e prático que buscamos em nossos profissionais.

Veja os cursos que temos disponíveis, acesse o nosso site (www.benzor.com.br/cursos) e converse como nossos engenheiros para esclarecer suas dúvidas!

 

Cursos disponíveis

1 – Automação Industrial
2 – Catia V5
3 – Clp
4 – Desenho 2D/3D Estruturas Metálicas
5 – Estruturas Metálicas
6 – Forno de Fusão e Copelação
7 – HVAC
8 – Iluminação Industrial
9 – Máquinas I
10 – NX Siemens
11 – Planejamento e Orçamento de Obras
12 – Pontes Rolantes
13 – Programador de CNC
14 – Projetista Mecânico Avançado
15 – Projetos Elétricos Industriais
16 – Redes de Ar comprimido
17 – Redes de GLP
18 – Redes de Vapor
19 – Redes de Ventilação Industrial
20 – Solidworks
21 – Termodinâmica
22 – Trocadores de Calor
23 – Vasos de Pressão
24 – Tekla Structures
25 – Máquinas Hidráulicas
26 – Equipamentos de Mineração
27 – Projetista de Estruturas de Concreto
28 – AutoCAD Plant 3D
29 – Projetos Elétricos Avançados
30 – Análise Estrutural

 

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este conteúdo nas redes sociais para que ele também possa ajudar os seus amigos a conseguirem seu primeiro emprego como engenheiro!

Conte conosco para ter uma carreira de sucesso!