O mercado de serviço de engenharia na industria

O setor industrial é certamente um caminho de muitas oportunidades para profissionais de engenharia. Setores como por exemplo, de Estruturas Metálicas, vem crescendo e profissionais especialistas na área tendem a ter espaço garantido e carreira de sucesso. Neste artigo você entenderá um pouco mais sobre as oportunidades para engenheiros na industria.

Desde a revolução industrial existe uma tendência mundial para o desenvolvimento da base industrial das economias em desenvolvimento e reforço das desenvolvidas. No Brasil, a promoção da liderança industrial é um dos pontos focais das iniciativas de pesquisa e inovação para alcançar os objetivos estratégicos. Embora a maioria dos projetos de pesquisa visa atualmente o desenvolvimento de tecnologias e inovações de produtos, a investigação complementar e a inovação nos serviços industriais são necessárias para manter o desenvolvimento tecnológico da indústria e para alcançar um crescimento sustentável da economia num mundo globalizado.

Nos últimos anos, mais e mais empresas e indústrias fizeram da expansão de seus negócios de serviços uma estratégia central. Os serviços industriais geralmente respondem por mais da metade dos lucros da indústria de transformação, com volumes anuais de vendas de bilhões de reais, formando assim um mercado atraente para a atuação de engenheiros.

Os serviços industriais são definidos como todos os serviços desenvolvidos e fornecidos por fornecedores industriais especializados ou trabalhadores individualizados para estabelecimentos. Seguindo essa linha de argumentação, citam como exemplo: dimensionamento de estruturas metálicas, HVAC, ventilação industrial, ar comprimido, automação e outros.

 

Cenário atual para prestação de serviços

Os engenheiros de consultoria são geralmente reconhecidos como fornecedores de serviços intelectuais em dois amplos setores de mercado: o ambiente construído composto por edifícios, infraestrutura e meio ambiente, e a indústria, envolvendo dimensionamento e fabricação de equipamentos. Esses serviços podem ser fornecidos a) internamente pelas organizações responsáveis ​​por um projeto ou pelo fornecimento de instalações e equipamentos a um projeto, ou b) externamente por empresas especializadas e multidisciplinares provenientes de engenharia de consultoria e outras indústrias.

Supõe-se que o setor de construção civil e mecânica requererá serviços intelectuais baseados na tecnologia dos tipos fornecidos pelo serviço de consultoria. Algumas categorias exigirão uma quantidade considerável de serviço de projeto de engenharia (por exemplo, motores, máquinas não elétricas, geradores elétricos, motores, maquinário elétrico, equipamentos de comunicação) em todas as fases de sua produção, instalação e manutenção. No geral, estimativas preliminares indicam que 54% da indústria mundial requer serviços intelectuais, portanto, o total de investimentos em ativos fixos que exigem esses serviços foi de 7.553 bilhões de dólares em 2018.

Amostras retiradas de uma seleção de países indicam que a prestação de serviços relacionado à setores industriais representem 8,3% da geração de renda mundial. Adicionalmente, há uma a demanda mundial potencial por serviços intelectuais baseados em tecnologia. Dentro desta demanda, parte dela (estimada em 22%) é fornecida internamente pelas organizações responsáveis pelo projeto inicial, enquanto o restante (78%) será fornecido externamente por empresas e individuais especializados e com perfil multidisciplinar, cuja principal atividade é atender a essa demanda. São essas empresas que compõem o setor de engenharia de consultoria, aos quais correspondem com um volume de negócios mundial.

 

Serviços Industriais do Futuro

Além de prestar um bom serviço é preciso estar antenado à nova revolução industrial decorrentes das mudanças tecnológicas (por exemplo, através do surgimento de sistemas ciberfísicos, Indústria 4.0, etc.). A tecnologia não só influenciará o modo como os serviços industriais são entregues e consumidos, como também promoverá a inovação no desenvolvimento de equipamentos industriais, veículos, processos de produção e fábricas inteiras, ou seja, mudará os próprios objetos de serviço. A falta de métodos e a mudança do ambiente tecnológico resultarão em uma variedade de desafios econômico/organizacionais onde os técnicos atuantes precisarão estar adaptados.

Os avanços na tecnologia estão causando mudanças em quase todos os aspectos dos serviços industriais. Os objetos dos serviços e produtos industriais estão se tornando cada vez mais inteligentes e conectados. Eles podem detectar e monitorar sua condição, podem prever e analisar falhas e podem configurar, gerenciar e reparar a si mesmos. Eles estão conectados via redes a outros sistemas ou centros de serviços. Eles sabem qual peça precisa ser substituída e podem encomendar a peça de reposição necessária por conta própria. Tornaram-se sistemas ciber-físicos, isto é, processos computacionais e físicos integrados, permitindo fácil acesso, identificação, diagnóstico e até manutenção remota.

Independentemente de como os sistemas de produção industrial mudam ou não, a própria operação de serviço pode ser significativamente melhorada e suportada pela tecnologia. Atualmente, os técnicos e engenheiros estão equipados com telefones inteligentes ou dispositivos portáteis que podem guiá-los automaticamente até o ponto de serviço e podem fornecer a eles as informações necessárias para executar a tarefa. Dispositivos de realidade aumentada (por exemplo, óculos) podem exibir informações (rótulos e instruções) no campo de visão do técnico para apoiar seu trabalho. Os sistemas inteligentes de diagnóstico podem auxiliar na análise rápida e automática dos indícios de uma falha ou mau funcionamento de um sistema de ar comprimido.

Com novos avanços tecnológicos ao virar da esquina, haverá novas aplicações no serviço industrial também. Como resultado, novas tipologias de serviços se tornam possíveis, o que requer a completa atualização dos conhecimentos daqueles que trabalham nesse ramo.

As empresas somente alcançarão seu potencial se tiverem as pessoas com as competências certas. Portanto, as empresas do setor precisam contratar profissionais do que tenham competências alinhadas com os requisitos impostos pelas funções de sua responsabilidade. Assim, em todo o mundo, empresas e escolas de engenharia estão interessadas em reduzir a lacuna entre a produção educacional e as necessidades de insumos profissionais. Para alcançar isso, diferentes abordagens podem ser seguidas, como ter comitês consultivos industriais, reuniões com representantes industriais, reunir informações de associações de ex-alunas, enviar questionários para empresas e principalmente a dedicação do engenheiro na busca pela inclusão e atualização dos conhecimentos chave. Todos esses métodos têm seu próprio papel complementar nesse processo de preparação para o mercado de trabalho.

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este conteúdo nas redes sociais para que ele também possa ajudar os seus amigos!

Quer garantir o seu espaço no setor industrial?

Temos um conjunto de cursos especiais para você se preparar e se destacar no mercado industrial. Matricule-se agora nos cursos “Projetista de Estruturas metálicas”, “Projetista de HVAC”, “ Projetista de Redes de Ventilação industrial” e “ Projetista de Redes de ar Comprimido”.