Conheça as 06 etapas para um gerenciamento de obras eficiente e aumente a sua produtividade.

O mercado da construção civil se encontra em um momento incerto. As altas nos preços dos materiais de construção, o cumprimento do planejamento e orçamentos, entre outros problemas são as principais dores de cabeça que passa o segmento. E é diante desse cenário que o gerenciamento de obras eficiente é de extrema importância para o sucesso de qualquer construtora.

Mas o que é gerenciamento de obras?

A área de gerenciamento de obras é essencial em qualquer projeto, sendo um conjunto de processos que buscará garantir que tudo que foi definido no início, como os detalhes construtivos e burocráticos, seja realizado da forma mais eficiente possível, assegurando os prazos e orçamento.

Na construção civil é praticamente obrigatório possuir um bom gerenciamento de obras. Esse tipo de serviço, sendo bem realizado, poderá garantir que não haja impactos muito negativos na produtividade no canteiro de obras.

As etapas de gerenciamento de obra eficiente:

Depois de sabermos o que é o gerenciamento de obras e a sua importância, é necessário entender quais são as etapas para a realização com um eficiente gerenciamento de obras. Veja abaixo as principais etapas:

1. Estudo de viabilidade

O estudo de viabilidade é o primeiro a ser realizado pelo profissional responsável e diz respeito ao processo de identificar se vale ou não a pena prosseguir com a obra.

Existe uma série de elementos a serem analisados no estudo de viabilidade, como: custos da construção, estudo dos materiais, análise de mão de obra, o potencial de venda do imóvel, restrições que normalmente são encontradas no local da obra, autorizações importantes para o início da execução da obra e limitações legais.

2. Análise de orçamento

A segunda etapa do gerenciamento de obras é a análise do orçamento. Esta é uma etapa do processo que exige bastante cautela em sua realização. Devem-se analisar as variações de mercado, avaliar os preços de regiões distintas, monitorar a inflação e outros elementos necessários para a execução de uma obra.

 3. Planejamento dos itens fundamentais

A partir do momento em que o estudo de viabilidade e a análise de orçamento forem concluídos, é necessário fazer o planejamento de tudo que for fundamental para a obra. Neste momento do processo, são definidos quais são os materiais mais necessários para a obra. Outro detalhe que faz toda a diferença é definir onde ficarão armazenados e qual a logística que precisa ser executada.

Na etapa de planejamento dos itens fundamentais, a gestão de projetos se faz bastante necessário, faz é o momento que o profissional fará a declaração do escopo do projeto, que vai conter informações como, prazos, custos e atividades, o plano de comunicação, o plano de gestão de riscos, dentre outros.

4. Execução do projeto

Chegou o momento da mão na massa, essa é a hora da execução do projeto planejado a partir das etapas que destacamos. Tendo todas as etapas dos processos muito bem organizadas, o profissional irá elaborar, acompanhar e controlar os procedimentos necessários para a execução do projeto.

5. Monitoramento e controle

Juntamente ao processo de execução, é fundamental o monitoramento e controle das tarefas executadas. O profissional precisa garantir que a construção está caminhando conforme definido em projeto.

O processo de monitoramento e controle visa sanar todas as dúvidas, prevenindo erros, garantindo a segurança dos profissionais e monitorar a produtividade e os gastos para garantir que o cronograma que foi planejado no início seja entregue com eficiência.

6. Encerramento da construção

No processo de encerramento do projeto, o profissional deve preparar um relatório para avaliar se a obra cumpriu com o que foi planejado. O relatório mostrará dados que pode auxiliar na otimização do processo para que os próximos possam ser ainda mais eficientes.

Agora ficou mais fácil entender como um profissional pode planejar e executar o gerenciamento de obras de forma eficaz. Todas essas etapas podem ser facilitadas com o uso de alguns softwares de gestão que estão disponíveis no mercado. São processos fundamentais e que favorecem uma ótima execução de projetos de construção civil.