Conceitos e habilidades necessários para o novo engenheiro da era digital

Com o passar dos anos, a engenharia vem avançando enormemente a partir das inovações tecnológicas e científicas. São muito nítidos os movimentos surgindo dentro do segmento, como a automação e a digitalização quase que total das coisas. Podemos afirmar que todos esses movimentos compõem o conceito de indústria 4.0 e engenharia 4.0.

O conceito de indústria 4.0

Essa ideia de 4.0 vem a partir da quarta revolução industrial, ou seja, a revolução tecnológica. As novas tecnologias desenvolvidas na indústria trazem a promessa de elevar a eficiência dos sistemas de produção, tornando esses cada vez mais autônomos, customizáveis e inteligentes.

Ela engloba um amplo sistema de tecnologias super avançadas como robótica, internet das coisas, inteligência artificial, e computação em nuvem. Tecnologias essas que estão mudando as formas de produção e os modelos de negócios em todo o mundo.

Esse novo conceito e aplicação na engenharia produz um impacto significativo na produtividade, pois aumenta a eficiência do uso de recursos e no desenvolvimento de produtos em larga escala. Fenômeno este que vem propiciando a integração do Brasil em cadeias globais de valor.

O perfil ideal do engenheiro da era digital

Mais do que nunca, o mercado está cada vez mais em busca de profissionais qualificados e antenados com as novas tecnologias. Ser um profissional atualizado e especializado é uma premissa extremamente importante para se destacar no seu segmento. Sendo assim, veja alguns conceitos fundamentais para um engenheiro da era digital:

Internet das Coisas:

O conceito está fortemente ligado ao uso de dispositivos eletrônicos para realizar conexões de rede em ambientes e objetivos como máquinas, veículos e até eletrodomésticos.

É a capacidade de computação distribuída e organizados em redes, facilitando a comunicação e a interação, podendo ser remotamente ou controlados, o que resulta em ganhos de eficiência.

Big Data Analytics:

O conceito de Big Data consiste em coletar um número grande de dados que são gerados, armazenar, gerenciar e compartilhar de forma estratégica para basear tomadas de decisões. Ou seja, são usadas técnicas estatísticas e de aprendizagem de máquina para extrair informações relevantes aos negócios.

O Big Data é uma abordagem relativamente nova e foca em atuar em dados com maior variedade e complexidade, que chegam em volumes crescentes e com altíssima velocidade.

Inteligência artificial:

Este conceito utiliza a aplicação de análise avançada e técnicas baseadas em lógica, incluindo aprendizado de máquina, para interpretar eventos, analisar tendências e comportamentos de sistemas, apoiar e automatizar decisões e realizar ações.

A engenharia 4.0:

Comumente conhecida por manufatura avançada, a engenharia 4.0 tem como objetivo atender um mercado mais dinâmico, que costuma exigir mais rapidez e eficiência de processos. É um formato que utiliza várias tecnologias, como aplicativos que ajudam na rotina e organização do trabalho, planejamento e gestão de projetos, desenhos técnicos, modelagens 3D e muitos outros.

Conhecer este novo momento da engenharia exige do profissional cada vez mais capacitações para conseguir dialogar com as novas tecnologias estratégicas.

Por fim, a velocidade do surgimento de novas tecnologias está cada vez mais rápida. Portanto, apenas possuir um diploma de engenheiro não é mais suficiente para lidar com esses avanços tecnológicos.

E muito importante estar sempre se atualizando e buscar atingir um perfil multidisciplinar, pois são características cada vez mais valorizadas pelo mercado.